segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Forum 3


Assistir ao vídeo:
 
"Poliedros com Varetas" do Arquiteto Roberto Pompeia


http://www.youtube.com/watch?v=AR-aF0JB6ik

Em seguida responder:






O que você acha que motiva um arquiteto como Roberto Pompeia
a se dedicar a estudar e construir poliedros em seu ateliê?
Em que sentido a atividade de construir poliedros pode contribuir para o desenvolvimento do seu raciocínio espacial?

22 comentários:

  1. primeiro é interesantissimo as varias formas criadas com basicamente os mesmos principios ,ajudando a criatidade, e na distribuiçao dos espaços se soubermos todos os mecanismos que sao emplantados nas formas torna-se muito mais facil distinguir os espaços.e o interessante e interagir com as mesmas ,podendo criar novos formatos com os mesmos recursos utilizados em formas como os polignos e os poliedros po exemplo.

    ResponderExcluir
  2. Além de ser uma coisa aparentemente divertida de fazer, acredito que a partir da criação destes poliedros pode ser mais fácil entender as áreas que podem ser usadas dentro de um determinado espaço. Podem contribuir para o desenvolvimento da visão espacial porque torna possível visualizar o todo e suas partes em separado devido a volumetria dos poliedros feitos com as varetas ser vazada.Utilizando a ideia do icosaedro dá pra se fazer um abajur bem interessante.

    ResponderExcluir
  3. O arquiteto usa uma particularidade didática, a forma vislumbrante de obter ao mesmo tempo o volume e a transparência, a facilidade dos movimentos em formação através do uso das varetas e as figuras geométrica sem complexidade.

    O desenvolvimento dos elementos em formação nos arremete ao acompanhamento de como os volumes se equilibram, as vista dos poliedros em formação e um estudo volumétrico espacial, base para a construção em outras atividades

    ResponderExcluir
  4. A dinâmica de diversidade de elementos que se pode criar com estas estruturas tridimensionais.

    Através da idéia de profundidade que essas formas nos dão, pois através da prática de uma simples brincadeira com palitos de bambu ou origami, entedemos as dimensões e formas dos poliedros.

    ResponderExcluir
  5. O que motiva o arquiteto Roberto Pompeia é a visão espacial, pois a partir de cada forma da-se uma visão, na qual pode-se ver todos os lados da forma.

    Contribui-se para entender as dimensões da forma, fazendo assim uma contribuição para melhor raciocínio espacial tanto para a forma efetuada tanto para outras formas.

    ResponderExcluir
  6. O trabalho com os poliedros, assim como muitos já disseram, ajuda a ter um melhor dimensionamento das formas, além de aguçar a criatividade. Com tudo isto, fica mais fácil e prático trabalhar com o espaço que se dá entres as formas, pois podemos ver, através dos poliedros feitos de bambu, as dimensões de cada face e ter uma noção do espaço interno do poliedro.

    ResponderExcluir
  7. O que mais o motiva para esse trabalho é a criatividade como é feito e o trabalho final, como visto os poliedros terminados ficam maravilhosos. O que com certeza vai me ajudar na visão espacial é que ao criarmos suas formas, visamos a forma que termina, no caso são belas. Isso irá ajudar em vários aspectos na minha arquitetura, em ambos projetos.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. O desenvolvimento e a construção de poliedros é extremamente fascinante.Construir figuras de vários jeitos, várias formas de vários lados é estimulante e tem como resultado final um lindo projeto. E sem contar, como muitos já falaram, que na construção destes temos um polimento da nossa visão espacial no geral. Creio que isso é o que o motiva, é fascinação na construção, é o estudo durante o desenvolvimento é a alegria no resultado final que é fantástico.
    É como já disse, na elaboração e criação destas figuras somos instigados a estudar sobre elas. Na sua construção, temos a figura chapada e cabe a nós obter o volume e fazer as suas ligações. Isso pra mim é motivador. Pois esse estudo, desde a figura chapada até o volume final, orienta e melhora a nossa visão espacial, vendo que entendemos espaço, dimensão, ligação e criação de volumes a partir de formas básicas.

    Responde

    ResponderExcluir
  10. Acredito que seja para visualizar melhor o poliedro, nos vértices, faces e arestas; pois o poliedro desenhado numa folha de papel é mais difícil de identificar a figura.
    Parece com origami.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O arquiteto Roberto Pompeia se vê estimulado devido a dinâmica de formas que se pode desenvolver utilizando (multiplicando) o mesmo edro .Inspirando a criatividade utilizando o mesmo edro.
      O trabalho com os poliedros é interessante pois ajuda a desenvolver
      a percepção entre a relação das formas, o que acaba desenvolvendo o nossa inteligência espacial, a importância da ligação para criação de volumes.

      Excluir
  11. O que motiva e contribui para o desenvolvimento do raciocínio espacial é a capacidade de observar, de assimilar e compreender o que vemos. Poder relacionar os elementos previamente, experimentar e analisar diferentes situações, amplia a nossa habilidade de visualizar o espaço e os objetos tridimensionais a serem criados.

    ResponderExcluir
  12. A variedade de formas possibilitam um trabalho dinâmico e criativo. Poder trazer algo do plano para o tridimensional é sem dúvidas, um estimulo para o nosso raciocínio espacial!

    ResponderExcluir
  13. Como já foi dito é interessante, e ate importante ressaltar como várias formas são criadas com a mesma base, resultando em uma variedade extensa de formas.
    Isso acaba motivando cada vez mais seu raciocinio espacial com essa capacidade de observar e você acaba aprendendo a desenvolver cada vez mais essa percepçao entre as formas.

    ResponderExcluir
  14. O que motiva o arquitetto é poder criar varias formas através de uma base parecida a maioria vindo do triângulo ela se transforma em outros poliedros.
    A construção do poliedros nos levar a pensar como poder ser um objeto no modo espacial,que atraves de um poliedro ou forma você pode contrução outra formas.

    ResponderExcluir
  15. O arquiteto Roberto Pompeia estipula um tempo para trabalhar em seu atelier dividindo informações e conhecimento sobre a compreensão de uma simples figura geométrica, capaz de criar volumes pelas dimensões das faces, e ligação dos vértices. De fato, é interessante participar de todo o processo desde a figura imaginada até a sua conclusão, descobrindo sua transparência e equilíbrio através da junção dos elementos.

    ResponderExcluir
  16. O que motiva o arquiteto é que através da criação de um simples poliedro pode-se desenvolver melhor uma visão espacial e a percepção da relação entre as formas.
    Através da construção vamos conhecendo melhor o poliedro e desenvolvendo uma melhor percepção do espaço e da forma, podendo criar a partir dele várias outras formas.

    ResponderExcluir
  17. Acredito que o que motiva o arquiteto a se dedicar a estudar e criar poliedros seja para desenvolver e melhorar a sua noção espacial.
    Construir poliedros contribui para o desenvolvimento da noção espacial, pois de acordo que vamos construindo podemos observar e compreender cada forma que é necessária para formar cada poliedro.

    ResponderExcluir
  18. Bruno Barbosa

    O amor ao que faz, e o fascínio pelas formas geométricas e o materiel utilizado. No sentindo de saber usar as dimensões e o espaço proporcionado pela forma.

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  20. Profe, achei interessantíssimo esse vídeo. Ele é realmente estimulante. Vou comprar as varetas e tentar fazer o que o arquiteto fez. Quero desenvolver a minha visão espacial e ver a transparência do objeto em três dimiensões. Adorei a aula de segunda-feira. Foi muito legal fazer o poliedro e depois visualizá-lo nas diferentes posições. A aula prática é muito mais interessante e produtiva.
    Se a gente não se encontrar, desde já, desejo-lhe boas férias, feliz Natal e feliz Ano Novo!
    Cida

    ResponderExcluir
  21. Boas férias Turma !!!
    as maquetes ficaram bacanas, boto fé ...
    parabéns a todos,

    a gente se vê mundo a fora ...

    ResponderExcluir